Geometria e Balanceamento

Geometria e Balanceamento



GEOMETRIA E BALANCEAMENTO A LASER
Serviços de Balanceamento, Geometria, Cambagem e Caster.

Alinhamento de Direção
Para que seu carro não saia da linha, você precisa saber de alguns detalhes de como, quando e porque deve fazer o alinhamento (geometria) de rodas. O alinhamento é especificado pelo fabricante do veículos a fim de oferecer uma maior eficiência de rolamento, melhor dirigibilidade e otimização do grau de esterção. Qualquer alteração que ocorra nas especificações de alinhamento, ocasionada por impacto, trepidação, compressão lateral e desgaste dos componentes da suspensão, poderá comprometer o bom comportamento do veículo. Ou, ainda, provocar um desgaste irregular e prematuro da banda de rodagem. Para entender melhor a importância do alinhamento, verifique os itens a seguir.

Convergência
Convergência é o ajuste das rodas direcionadas, de modo que fiquem mais fechadas na extremidade dianteira do que na traseira.

Divergência
Divergência é a condição oposta à convergência. Neste caso, as rodas estão mais abertas na extremidade dianteira do que na traseira. Se os valores especificados para a convergência das rodas estiverem alterados, a banda de rodagem dos pneus apresenta um desgaste irregular em forma de "serra", que provocará um alisamento acelerado da mesma.

Divergência nas Curvas
Para fazer uma curva, a roda interna (com relação a traseira ) deverá esterçar mais do que a externa, a fim de produzir a necessária divergência para efetuar esta curva com segurança, Após efetuar a curva, esta situação de divergência deve cessar, retornando ao paralelismo especificado. Se o ângulo de giro especificado para uma roda interna estiver fora das recomendações, todos os pneus do veículo sofrerão um desgaste excessivo nas curvas, em conseqüência do arrasto a que são submetidos. 

Caster
É o ângulo de inclinação para frente (negativo) ou para trás (positivo) do pino mestre ou braço de suporte do eixo na parte superior, com relação a um plano vertical. O caster é responsável pela estabilidade direcional do veículo. Pouco ou nenhum caster ocasionará um bamboleio na roda, resultando em desgaste acentuado em pontos localizados da banda de rodagem de um pneu. Veja ex. abaixo.

O caster desigual faz com que a roda puxe para um lado, provocando um desgaste irregular da banda de rodagem do pneu. O caster excessivo originará um desgaste total e prematuro da banda de rodagem do pneu.

Camber
O camber é determinado pela inclinação da parte superior da roda, para dentro ou para fora do veículo, em relação a um plano vertical. A cambagem pode ser positiva ou negativa. A cambagem excessiva provoca um desgaste mais acentuado no ombro do pneu. Se o camber for positivo, o desgaste será no ombro externo; se for negativo, o desgaste será no ombro interno do pneu.

As finalidades da cambagem são:

  • garantir maior aderência;
  • contrapor-se ao efeito do peso;
  • poupar os rolamentos das rodas. Observe a figura abaixo, representando de maneira muito exagerada a cambagem. A linha AB é maior que a linha CD.