Sistema de Arrefecimento

O sistema de arrefecimento tem a função de manter uma temperatura ideal (estabilizada) no motor, entre 87 a 105 graus Celsius.



Além dos componentes ilustrados acima, o sistema ainda trabalha com mangueiras, reservatório de expansão, válvula de expansão integrada à tampa do radiador ou do reservatório e o aditivo adicionado à água, formando o líquido de arrefecimento.

Componentes do sistema de arrefecimento e suas utilidades:

Radiador: O radiador possui dois dutos principais: entrada do líquido aquecido (parte superior) e saída do líquido resfriado (parte inferior). Suas aletas devem estar limpas para não dificultar a passagem do líquido de arrefecimento.

Líquido de arrefecimento: Ele é um composto de água e aditivos, que serve para elevar o ponto de ebulição da água, lubrificar e proteger contra a corrosão. 

Bomba dágua: Serve para auxiliar o deslocamento da água do radiador para o motor, fazendo com que haja uma troca do líquido aquecido pelo resfriado.

* Fique atento. Alguns motores utilizam a correia dentada para acionar a bomba. Uma correia gasta pode se romper, provocando o superaquecimento do motor. 

Dutos internos: No interior do bloco do motor, no cabeçote ou no coletor de admissão existem dutos por onde o líquido passa, absorvendo o calor desses elementos. Utilize aditivos de qualidade comprovada para evitar o acúmulo de sujeira e formação de crostas.

Ventilador: Também conhecido por ventoinha, esse dispositivo é responsável pela circulação forçada do ar pelas aletas do radiador, puxando o ar frontal para trás.

Termostato: Controla a temperatura do motor e o seu rápido aquecimento, quando frio. É uma válvula que se abre e fecha permitindo ou não a passagem do líquido de arrefecimento. Quando fechada, não ocorre a troca de calor, aquecendo rapidamente o líquido que está no motor. Quando aberta, deixa o líquido resfriado entrar motor, baixando sua temperatura.

* Trabalhar com temperaturas mais baixas provoca um maior consumo de combustível. Motores à álcool normalmente operam com temperaturas mais altas. 
    

Recomendações:

  • O nível de água no reservatório deve ser verificado semanalmente, com o carro frio.
  • Se necessário, utilize água e aditivo, conforme indicado no manual do proprietário.
  • Não abra o reservatório com o motor quente.
  • Faça uma limpeza no sistema de arrefecimento anualmente, em uma oficina especializada.